sábado, 22 de dezembro de 2012

Opinião, tempo, bullying e pessoas que não tem o que fazer!

Boa noite!!!

Faz quase dois meses que não venho aqui, muito tempo. Tudo bem que já fiquei muito mais tempo sem vir atualizar o blog, mas esses dois meses eu estive meio que sem muita paciência pra atualizar. 


Estava um pouco com preguiça de vir aqui e escrever e até mesmo transcrever o que já tinha escrito a mão para cá.

Tenho que concordar que tenho andado meio preguiçosa de escrever, mas as minhas opiniões por outro lado estão mais ardidas.

Até deixo de escrever algumas delas, mas de falar não, sempre dou a minha opinião, lógico, as vezes nem me pedem mas eu a expresso nos meios que eu posso falar sem que fiquem de mimimi, por que agora é um tal de você falar a sua opinião e de todo mundo se ofender que ninguém merece!

O povo pra viver em Oz!

Enfim, assunto para se falar, expressar é o que não falta, e isso é facilmente visto no meu Facebook, já que sempre que tenho um surto de falar tudo o que penso vou lá e escrevo, ai acabo esquecendo de usar o blog, que é exatamente para isso, para que eu venha aqui expressar a minha opinião com textos grandes e ou pequenos, que seja, mas que eu fale sem ter ninguém pra me recriminar.

Agora com esse "politicamente correto" onde você não pode expressar a sua opinião a não ser que ela não ofenda o outro, na boa se é minha opinião então foda-se dane-se o que você ta pensando, ai fica todo mundo de mimimi, de que não pode falar assim, tem que falar assado, que o outro não pode sofrer porque é bullying.

Na boa na minha época de criança não tinha essa coisa de bullying e ninguém ficou frouxo por causa disso, na verdade as pessoas da minha época viraram adultos fortes e que enfrentam o mundo e dão a sua opinião, sem se importar muito com o que vão pensar, até porque ele sabem que o que importa é estar feliz com sigo mesmo.

Agora essas crianças são fracas, qualquer coisa choram, não aguentam serem confrontadas com a verdade, quando alguém pergunta a opinião do outro tem que estar preparado pra ouvi-la ou senão não peça.

A gente brigou tando, quando digo "a gente" digo todos que nos precederam, para que pudéssemos ser livres, quando digo livres digo sem necessidade de depender da opinião e imposições dos outros, e agora vem um povo que não tem o que fazer e quer acabar com a paz mundial, que já não ta lá grandes coisas.

Tudo agora é bullying, tudo deixa o outro susceptível a stress, eu então deveria ser um espécime raro, pois ao mesmo tempo que o simples respirar de uma pessoa que não gosto muito já me incomoda, eu consigo reprimir uma vontade louca de fazer qualquer coisa contra a pessoa, e simplesmente raciocinar que não me levaria a nada fazer o que quer que fosse.

E essa coisa de bullying eu sofri com ela, mas na minha época era a velha 'brincadeira de criança', e nem por isso cometi chacinas e qualquer atrocidade, simplesmente me tornei uma pessoa que reconhece o tipo de pessoas que praticam maldades com outros, simplesmente só de olhas eu sei se a pessoa é boa ou ruim, e isso as vezes é bom outras é ruim, por que os outros não te levam a sério e falam que você não gosta de ninguém.

Essa é só uma das minhas indignações, mas se eu for colocadas todas aqui, esse post nunca terminaria, então vou escrevendo um pouco de cada vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário